Tristeza

Photo by Joshua Gresham on Unsplash

Só consigo ouvir o barulho das coisas que não falam:
Os esgotos, os ductos de água, os carros na rua debaixo
Os ônibus na avenida lá longe
Provavelmente perambula um ou outro de máscara.
Ouço motos, meu pé a bater na parede de ansiedade
Minha cabeça quente depois de um banho quente
Em que cantei um samba quente
Eu não sei qual é o jeito certo de levar a vida
Por onde ir, o que fazer
Só tenho vontade de sorrir
Na mesa de um bar
Com velhos e velhas amigas, irmãs
Deixar o cavaco chorar ao invés de eu mesmo
Tô na cama, alerta, sozinho
Buscando imperfeição perfeita, que eu sei que não existe
Estou triste, triste, triste...

--

--

--

preto poeta de periferia. poesia e resistência são sinônimos pra mim. Meu Podcast "Quebradas, Emoções": https://anchor.fm/poetadatiradentes

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store
Poeta de Periferia (gui)

Poeta de Periferia (gui)

preto poeta de periferia. poesia e resistência são sinônimos pra mim. Meu Podcast "Quebradas, Emoções": https://anchor.fm/poetadatiradentes

More from Medium

Challenging the Status Quo — Typical Problems faced by an Introvert…

Industry 4.0 and gear manufacturing

MIND Magazines: A STEAM-based journal led by students

An Ancient Life